Visita

Autor: Cristina Schonwald de Oliveira

Gestora de Assuntos para Terceira Idade

Um dia, recebemos uma visita de alguém muito especial, Selena. Selena, pura luz cristalina, chegou amorosamente para nos mostrar um pouco do seu universo. Tocou nossos corações falando do amor e com amor sobre os aspectos de nosso Criador. Questionou nossos pensamentos e nosso viver. Mostrou que o homem, a natureza, o planeta, o universo, são criações e Luz Divina. Que um completa o outro e que cada um tem seu papel na criação.

O homem julga a tudo e a todos pelo exterior, com preconceito. Se uma pessoa tem algum defeito físico ou se alguém apresenta um aspecto visual não agradável aos olhos da sociedade, essa pessoa é colocada de lado sem se observar e conhecer o seu interior, sua verdadeira beleza, seu real valor. Assim é também com uma flor: se ela está com alguma distorção fora do padrão de beleza estabelecido, ela é descartada ou ignorada. O verdadeiro valor dessa flor, seu perfume, sua cor, seu propósito, é ignorado. O mesmo acontece com as plantas e também com os minerais. Nas minas de cristais, muitos são descartados por estarem fora do padrão. Esquece ou ignora o homem que cada cristal, cada pedra, cada rocha tem seu valor, tem seu propósito e tem uma razão para estar manifestado ali, naquele local.

O ser humano, vendo o belo na natureza, já quer tirar, pegar, e tem por trás desse gesto a intenção de obter vantagem ou lucro. Muito é destruído na natureza, trazendo o desequilíbrio por causa da ganância do homem.

Valorizem todas as formas, todas as espécies da natureza, sem distinção, sem ganância, lancem um olhar amoroso, pois, na flor imperfeita, na pedra quebrada, na árvore torta, vocês encontram luz, encontram diferentes energias que contribuem para o bem-estar de toda humanidade.

Na natureza, encontramos tudo o que precisamos para viver bem, com saúde, com harmonia, com alegria. Abram suas mentes, seus corações, vocês podem viver com mais qualidade. É preciso ter consciência de que na natureza encontramos tudo o que precisamos. Basta respeitar a natureza e procurar aprender tudo o que ela tem para compartilhar conosco.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *