A Dança do Tempo

Nossa existência é pontuada por alegrias e tristezas, ganhos e perdas, vitórias e derrotas. Quando caminhamos rumo à Terceira Idade, embora o efeito do tempo se faça presente, acrescentamos o crescimento interior e espiritual que contribui para o processo de um envelhecimento cheio de bons momentos.

Ao percorrer as diferentes etapas da caminhada da vida, precisamos honrar nosso corpo desde a mais tenra idade até o momento presente. Se não cuidarmos de nós como seres integrais, como chegaremos na velhice, com saúde e dispostos, ou chagaremos debilitados?

O vento, quando bate na copa das árvores, acariciando, como se conversando com elas, trazendo notícias de longe, nos deixa uma boa lição. As árvores se curvam e ondulam como quem estivesse bailando, rodopiando, se entregando para aquele momento em que o prazer de estar ali presente supera a preocupação de qualquer desconforto. Assim, de um lado para o outro, o vento vai passando, vai gerando movimento e também vai espalhando vida através do pólen que espalha.

Se a vida nos coloca esses exemplos ricos em beleza e harmonia a nossa volta, por que não aprender com eles? Aprender a ser como vento e se entregar em sintonia com uma boa música, deixando o corpo ondular, sentindo os benefícios de estar realizando movimentos que tanto vão nos trazer saúde física como trazer alegria.

No instante em que você estiver dançando e sentindo as vibrações da música, aproveite esse momento positivo e deixe seu espírito voar e girar nas asas do vento, compartilhando e espalhando à sua volta um pouco desse bem-estar, da luz e do amor que fazem parte da sua verdadeira essência. E, como diz o Cacique Amarapuá na sua mensagem:

“O espírito é livre, sejam livres vocês também e, assim como a águia, adquiram a sabedoria do tempo, a coragem dos fortes guerreiros, e não haverá ventos ou tempestades que vos parem ou que vos amedrontem.”

É na sabedoria do tempo, na força que encontramos na natureza, no compartilhamento da nossa existência, na ação de nos entregarmos a uma jornada buscando a sabedoria dos nossos antepassados, que nos tornamos capazes de dançar a dança do tempo com amor e alegria no coração.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *